5 Erros Que Você (Não Sabe Que) Está Cometendo ao Investir

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Confiar em seu gerente de banco para lhe indicar investimentos

Para esse artigo, trouxe um amigo que vem desempenhando um trabalho fantástico de educação financeira no Brasil. Conheci o trabalho dele e logo fiquei fascinado com a simplicidade e praticidade com que ele repassa o conhecimento em investimentos dele.

Quando eu escrevi o artigo sobre Conquistar a Independência Financeira Investindo em Ações logo vieram dúvidas e veio também a oportunidade de falar sobre os erros que podem ser cometidos ao investi.

Então, resolvi convidar o meu amigo Bruno Perini do site Você MAI$ Rico para compartilhar a experiência dele aqui conosco. Fique atento a essas valiosas informações para que você comece ou continue investindo sem cometer erros que podem custar todas as suas economias.

Vamos lá!

Por Bruno Perini

Mesmo que você tenha um grande interesse por educação financeira, garanto que comete, ou pelo menos já cometeu, algum dos erros que listei abaixo quando falamos de investimento.

Se uma de suas metas é estudar para conseguir investir mais e melhor, recomendo a leitura deste artigo. Confira abaixo os 5 erros que você (não sabe que) está cometendo ao investir.

 

Erro #1 – Confiar em seu gerente de banco para lhe indicar investimentos

créditos da imagem pixabay.com

Pode parecer uma ideia óbvia pedir conselhos de investimento ao seu gerente, afinal, este deveria ser o profissional apto para retirar suas dúvidas e lhe oferecer os melhores produtos financeiros. Porém, nem sempre é isso que acontece.

A verdade é que os gerentes são profissionais pagos pelos bancos para atender os interesses dessas instituições, com metas e premiações para atingir os objetivos mais lucrativos para essas empresas. O problema disso é que muitas vezes o mais lucrativo para os bancos é o menos lucrativo para você.

Prova disso é o fato comum dos gerentes oferecerem títulos de capitalização para seus clientes quando poderiam oferecer produtos muito mais rentáveis.

Os títulos de capitalização não deveriam nem ser chamados de investimentos, pois apresentam rendimentos ínfimos, muita vezes não possibilitam o resgate de tudo que foi investido e apresentam como único ponto positivo a pequena probabilidade de ganhar sorteios.

Logo, desconfie sobre as opções de investimento apresentadas por qualquer um que tende a lucrar com suas escolhas. Quase sempre essas sugestões não serão as melhores para o seu bolso.

Para saber mais sobre este assunto, recomendo a leitura do artigo 4 verdades que seu gerente de banco jamais lhe diria

 

Erro #2 – Investir enquanto tem dívidas

Investir enquanto tem dívidas
créditos da imagem pixabay.com

 

Conheço algumas pessoas, e até mesmo alguns consultores financeiros, que são favoráveis a este tipo de comportamento justificando que dessa maneira adquirimos a disciplina necessária para começar a investir.

Se o seu problema for falta de disciplina, talvez até valha a pena investir tendo dívidas por um tempo. Entretanto, se o que te aflige é a falta de dinheiro, saiba que esta conduta só vai piorar sua situação.

Basta analisar que as dívidas apresentam juros bem maiores do que as opções de investimento encontradas no mercado. Na tabela abaixo vemos um comparativo entre as taxas de juros das dívidas e de alguns dos investimentos mais procurados:

Dívidas: Juros mensais: Investimentos: Juros mensais:
Empréstimo consignado

1,7%

Poupança

0,50%

Empréstimo pessoal

6,86%

LCI e LCA

0,65%

Cheque especial

5,41% a 9,31%

Fundos Imobiliários

0,16% a 2,43%

Cartão de crédito

7,15% a 16,56%

Ibovespa (Junho)

-3,27

 

Observe que caso o seu dinheiro esteja na poupança (menor retorno entre os investimentos) e você tenha dívidas no cartão de crédito (maior taxa de juros entre as dívidas), a diferença das taxas pode chegar a 16% ao mês. Isso significa que sua dívida tende a aumentar de maneira rápida enquanto seu capital investido cresce a passos lentos.

Veja esse exemplo que mostra como investir tendo dívidas pode ser destrutivo:

João tem R$ 1.000 guardados na poupança, rendendo 0,5% ao mês, e não quer tirar essa quantia de lá por nada. O único problema é que João tem uma dívida de R$ 700 no cartão de crédito, que tem uma taxa de juros de 15% ao mês.

Veja o que acontece em apenas 3 meses:

Tempo em meses:

R$ 1.000 na poupança

R$ 700 no cartão de crédito

1

R$ 1.005

R$ 805

2

R$ 1.010,03

R$ 925,75

3

R$ 1.015,08

R$ 1.064,61

 

João, que antes podia pagar a dívida do cartão com R$ 300 de folga, não tem dinheiro suficiente para saldar sua conta do cartão.

 

Erro #3 – Investir todo o capital na mesma aplicação financeira

Investir todo o capital na mesma aplicação financeira
créditos da imagem freepik

 

Quando você for pesquisar sobre diferentes investimentos é natural que encontre opções com rendimentos mais elevados que outras. A tentação para investir todo o capital na opção mais rentável será grande.

Resista à armadilha de colocar todo seu dinheiro em um único investimento. Diversifique, escolha as melhores opções, nunca uma só.

Lembre-se:

“Os piores erros que cometemos acontecem quando temos certeza de alguma coisa.”

Pense um pouco e você verá a sabedoria contida nesta frase.

Aconselho que divida seus investimentos em várias aplicações de renda fixa e variável (como visto aqui), investindo mais em renda fixa, caso seu perfil seja conservador, ou mais em renda variável, se você for mais propenso ao risco.

 

Erro #4 – Pegar dinheiro emprestado para investir

Pegar dinheiro emprestado para investir
créditos da imagem pixabay.com

 

Pegar dinheiro emprestado para investir, prática conhecida como alavancagem, é um erro que pode, literalmente, custar muito caro.

“Alavancagem é o modo mais rápido de perder dinheiro.” – Warren Buffet

Quem pega emprestado para investir, tem a obrigação de fazer esse capital render mais do que a taxa de juros cobrada por quem emprestou, caso contrário estará perdendo dinheiro.

O problema disso é que a taxa de juros das modalidades de crédito costuma ser bem mais alta que o rendimento das melhores opções de investimentos do mercado (caso tenha dúvidas sobre isso volte ao Erro 2#).

Não corra riscos desnecessários, invista apenas com seu próprio dinheiro.

 

Erro #5 – Não estudar para saber mais sobre investimentos

Não estudar para saber mais sobre investimentos

Investimentos são uma das melhores maneiras de colocar seu dinheiro para trabalhar por você, gerando a tão desejada renda passiva, um dos fatores chave da riqueza.

Não estudar para se aprimorar sobre essa área é, com toda certeza, o maior erro cometido por quem deseja investir.

Devido à falta de educação financeira muitas pessoas acabam escolhendo mal suas aplicações, perdem dinheiro de maneira tola e caem em golpes que prometem lucros fora da realidade.

A melhor maneira de não ser enrolado quando falamos de dinheiro é investir em educação financeira. Compre livros, faça cursos e acompanhe bons sites como o Hábitos Milionários e o Você MAI$ Rico.

Tenha em mente que algumas dezenas de reais investidos em educação podem lhe render milhares, ou até milhões, para o resto da vida.

“O investimento em educação costuma render os melhores juros.” – Benjamin Franklin

 

Conclusão

Para encerrar, acho interessante recapitular os 5 erros que você (não sabe que) está cometendo ao investir:

  • Erro #1 Confiar em seu gerente de banco para lhe indicar investimentos
  • Erro #2 Investir enquanto tem dívidas
  • Erro #3 Investir todo o dinheiro na mesma aplicação financeira
  • Erro #4 Pegar dinheiro emprestado para investir
  • Erro #5 Não estudar para saber mais sobre investimentos

Agora que você já tem ciência de quais são os erros, pode evitá-los, investir melhor seu dinheiro e usar a força dos juros compostos a seu favor.

Espero que este artigo tenha sido útil.

Obrigado.

 

Artigo escrito por: Bruno Perini

bruno periniFormado pela Academia Militar das Agulhas Negras em 2010 como 1º colocado do curso de Artilharia, investe na bolsa de valores desde 2007. É o CEO Fundador do site de educação financeira Você MAI$ Rico

  • Thiago Lemes

    Olá Kelvyn tudo bem? Eu consegui desenvolver uma linha de perfumes muito melhor que UP e HInode, abri empresa e atualmente estou registrando meus produtos na Anvisa. Tenho vontade de iniciar um marketing de rede com minha empresa, visto que meus produtos são melhores que as empresas que citei. Me dê uma dica, eu deveria tentar iniciar o MMN por mim e pessoas ao meu redor ou contratar uma agência de marketing? **meu know how é perfumaria, sou leigo em MMN.

  • Fábio Rodrigo Roncato

    Não sei se estou certo(a gerente do banco que me indicou kkk)embora eu tenha pesquisado,acho que entre as melhores aplicações seguras,a LCI é a melhor.

  • Obrigado pela oportunidade, kellvyn.

    Desejo muito sucesso para o habitosmilionarios.com.br

    Grande Abraço.

    • O prazer foi todo meu de ter sua contribuição aqui!
      Forte abraço.

  • Thiago

    Legal máteria parabéns!

    • Olá, Thiago.

      Muito obrigado pelo elogio, feeedback positivo é sempre bom!

      Abraço.

  • Thiago

    Qual investimentos posso escolher para realizar mensalmente um valor fixo? Claro que não seja poupança pois tem um rendimento abaixo do da inflação.
    Obrigado!