O Guia Definitivo Para Investir no Tesouro Direto de Uma Vez Por Todas

Tempo de leitura: 20 minutos

como investir no tesouro direto.fw

Investir no Tesouro Direto é um mistério para você? Você está iniciando nessa incrível e emocionante vida de investidor? Ou você já investe na Poupança, mas não conhece a segurança oferecida pelo Tesouro Direto?

Então, esse artigo é para você.

“ATENÇÃO: esse é o tipo de artigo que você deve tirar alguns minutos para ler COM MUITA ATENÇÃO. Será necessário pegar um caderno e caneta para anotar, rabiscar e traçar planos.

Eu já fiz todas as pesquisas que você precisaria fazer para aprender isso, esse é o guia completo e depois desse artigo você vai estar preparado para começar a investir de uma vez por todas no Tesouro Direto.

Dedique tempo de qualidade para lê-lo com calma.

Eu já falei em outros artigos que para ficar rico, para conquistar a independência financeira e viver a vida dos seus sonhos, você precisa começar a colocar o seu dinheiro para trabalhar por você.

Para aqueles que querem se antecipar e me dizer que o Tesouro Direto é um investimento conservador, quero dizer que olhe para esse artigo com outros olhos.

Eu sempre falei que os ricos jogam no jogo do dinheiro para ganhar. Eles correm riscos mais altos (vale salientar que são riscos calculados) para lucrarem mais alto.

E então agora eu venho com um artigo sobre um investimento de renda fixa, que aparentemente os riscos são muito baixos? “Kellvyn, você é o cara mais hipócrita que eu conheço”, você pode pensar.

Calma, antes de se arrepender de falar isso e a gente partir para a briga (na verdade, eu sou mais corredor, eu fujo feito uma mariquinha haha) é melhor eu explicar.

Muita gente está, nesse momento, com uma quantidade exorbitante de dinheiro na Caderneta de Poupança achando que está fazendo investimentos. Essas pessoas prezam pela segurança e tem objetivos financeiros mais à longo prazo.

Essas pessoas merecem saber a verdade. Se você deixar o seu dinheiro na caderneta de poupança, você vai estar perdendo dinheiro. Agora eu vou ser o homem aranha dessa história e salvar você antes que você seja atropelado.

Sério, o rendimento da Poupança tem sido menor do que a inflação. Ou seja, no longo prazo o seu dinheiro está sendo desvalorizado pela inflação mais do que sendo valorizado pelo “investimento” na poupança.

(Peço que aos educadores financeiros mais experiente de plantão me corrijam se eu estiver errado, mas isso é um crime haha)

Agora, é melhor eu falar de investimentos com riscos maiores, mas que possibilitam grandes ganhos ou falar sobre uma opção melhor à Caderneta de Poupança e que vai melhorar o rendimento dessas pessoas?

Acredito que saiba a resposta. São milhões de pessoas cometendo esse engano. Talvez você seja uma delas, talvez não. O importante é que você conheça todas as opções. É o que é!

Ninguém ensina que existem outras opções, as pessoas simplesmente aprendem que tem que deixar o dinheiro na Poupança e pronto. É essa falta de informação que vem prejudicando a vida financeira dessas milhões de pessoas.

Enquanto a Poupança tem rendido abaixo da inflação, o Tesouro Direto vem apresentando rendimentos acima de 12% ao ano, sendo um dos mais seguros.

A situação está mudando e as pessoas estão começando a se conscientizar disso. Talvez você esteja lendo esse artigo porque está na minha lista VIP, mas se você chegou pelo Google, é porque está pesquisando sobre o Tesouro Direto.

Isso é bom, mostra que está querendo se informar melhor. Esse artigo é também para você, seja bem-vindo. Se quiser, também pode se cadastrar aqui para receber meus novos artigos.

Enfim, atualmente eu tenho recebido muitos e-mails de pessoas perguntando sobre o que eu acho do Tesouro Direto como investimento. Acredite, a frequência dessa dúvida só cresce a cada dia.

Por isso, resolvi escrever esse artigo para responder todas as dúvidas que eu recebo sobre Tesouro Direto.

Então, nesse artigo você vai aprender, de maneira simples e descomplicada, como conseguir rentabilidades no Tesouro Direto maiores do que na velha Caderneta de Poupança, mesmo que você esteja começando agora nos investimentos.

Talvez você ache que investir no Tesouro Direto seja algo muito complicado.
Talvez você acredite que precisa de muito dinheiro para investir no Tesouro Direto.
Talvez você ache que seja algo perigoso e que pode perder todo o seu dinheiro.

Mas acredite em mim: é muito simples e seguro investir no Tesouro Direto. E depois de ler esse artigo, você vai estar muito mais confiante para começar a investir.

Olha, eu não estou aqui para te convencer que você deveria migrar todos os seus investimentos e investir todo o seu dinheiro no Tesouro Direto.

Mas estou aqui para mostrar tudo o que você precisa saber sobre o Tesouro Direto e para te incentivar a buscar a sua própria opinião sobre o investimento.

Porém, para mim, o Tesouro Direto é o mais simples, seguro e prático investimento existente atualmente.

Então, vejamos o que vamos abordar nesse guia completo:

Nesse artigo, eu quis reunir todas as informações possíveis sobre Tesouro Direto para ajudar você a conhecer melhor esse investimento.

Então, o conteúdo está extremamente denso e levou bastante tempo para ser finalmente concluído, sendo praticamente impossível conferir detalhe por detalhe.

Por isso, peço que se você encontrar alguma informação desatualizada ou fora de lugar, entre em contato comigo ou deixe um comentário informando que eu vou atualizar, se for necessário.

Eu fiz o possível para deixá-lo perfeito e totalmente honesto! Me ajude a te ajudar. 😉

O que é o Tesouro Direto?

tesouro direto

Segundo o site oficial do Tesouro Direto:

“O Tesouro Direto é um Programa do Tesouro Nacional desenvolvido em parceria com a BMF&FBovespa para venda de títulos públicos federais para pessoas físicas, por meio da internet.”

O Tesouro Direto é um investimento que o investidor sabe, no momento em que vai investir, quanto o dinheiro dele vai render no futuro.

É um investimento muito simples de se investir e possui opções de investimento par ao curto, médio e longo prazo. Ou seja, qualquer que seja o seu objetivo, tem uma opção para você.

Lembrando que o Tesouro Direto é um investimento, teoricamente, de renda fixa e é extremamente seguro, isso porque ele é garantido pelo Tesouro Nacional.

Veremos algumas vantagens de investir no Tesouro Direto e os riscos, que são pequenos, mas existem, como em todo investimento.

Vale a pena investir no Tesouro Direto? 7 motivos incontestáveis para investir

vantagens tesouro direto.fw

Motivo 1 – Mais rentável que a poupança

Mesmo pagando imposto de renda, o rendimento ainda é superior ao da poupança.

Motivo 2 – Diversificação de carteira

Isso porque você pode investir tanto nos títulos prefixados, que são de renda  fixa , quanto em títulos pós-fixados, que tem características de renda  variável.

Motivo 3 – Investimento seguro e de baixo risco

Isso porque ele é assegurado pelo Tesouro Nacional. É um país inteiro trabalhando para manter o tesouro. É difícil quebrar um país e nunca aconteceu isso na história.

Motivo 4 – Fácil de investir

Você investe do conforto da sua casa, pela Internet mesmo. Basta ter conta em uma corretora.

Motivo 5 – Investimento programado

Você pode facilmente programar seus investimentos. Sendo assim, não vai precisar ficar muito tempo acompanhando investimentos e pode se concentrar em ganhar mais dinheiro. 😉

Motivo 6 – Garante segurança do seu dinheiro

Na Poupança só é garantido até R$250.000 reais. O Tesouro Direto não acontece isso. Todo o seu dinheiro aplicado poderá ser recuperado.

Motivo 7 – Rendimentos baseados na taxa de juros

Existem investimentos baseados na taxa de juros da economia nacional, o que é bom porque o país permanece com altas taxas. E quanto maior a taxa de juros, maiores os rendimentos para os investidores.

Quais os tipos de títulos oferecidos pelo Tesouro Direto?

títulos públicos tesouro direto

Basicamente, existem dois tipos de títulos no Tesouro Direto: os títulos prefixados e os pós-fixados. Vamos ver o que cada um deles pode oferecer como opção de investimento.

Títulos Prefixados

Os títulos prefixados são aqueles que você sabe a rentabilidade do investimento no momento da aplicação financeira.

Ou seja, você contrata uma rentabilidade X e se ficar com o título até o seu vencimento, você receberá exatamente o contratado.

Por exemplo, se você aplicar em um título prefixado com uma rentabilidade de 11,03% a.a, isso é exatamente quanto seu dinheiro vai render ao fim do vencimento.

  • Tesouro Prefixado ( Antigamente chamado de LTN)
  • Tesouro Prefixado Com Juros Semestrais ( Antigo NTN-F)

Títulos Pós-fixados

Os títulos pós-fixados são aqueles em que você contrata uma rentabilidade principal, na maioria dos casos 6% (que já é acima da inflação), e ainda recebe os juros do indexador do título.

Por exemplo, se for indexado por uma taxa de juros de , você recebe 6% + Vamos ver como isso funciona mais abaixo.

OBS: Se você, por qualquer motivo, vender o título antes do fim de seu vencimento, você receberá apenas o valor do título no momento da venda.

  • Tesouro IPCA Com Juros Semestrais ( Antigo NTN-B)
  • Tesouro IPCA+ ( Antigo NTN-B Principal)
  • Tesouro SELIC ( Antigo LTF)

Confira todos os títulos disponíveis no Tesouro Direto:

tabela tesouro direto titulo ideal

Como funciona o recebimento dos rendimentos no Tesouro Direto?

rentabilidade tesouro direto

Ambos os tipos de títulos possuem opções com 2 tipos de remuneração. Esses 2 tipos de recebimento podem influenciar na hora de escolher o título que você vai investir. Eles são:

1. Recebimento semestral

Como o nome já diz, você recebe o rendimento sobre o valor investido a cada semestre. Esse pagamento é feito em forma de um cupom, que você pode escolher reinvestir ou sacar para sua conta.

2. Recebimento no final

Esse tipo de recebimento é aquele que você só resgata o valor investido com a sua rentabilidade no vencimento do título. Ele está presente na NTN-F, que é um título prefixado, e no NTN-B, que é um título pós-fixado.

Você pode encontrar todos os títulos disponíveis para compra aqui nessa página.

tabela tesouro direto titulo ideal

Prefixados x Pós-fixados – Qual tipo de título escolher?

Escolha Prefixados quando:
  • Quiser saber quanto receberá de antemão
  • Não se importar de ficar com o título até o final do vencimento
  • Acreditar que os juros ficarão estáveis ou cairão (Isso desfavorece os pós-fixados)
Escolha Pós-fixados quando:
  • Acreditar numa alta na taxa de juros
  • Achar que precisa resgatar antes do vencimento
  • Quiser uma remuneração baseada na taxa de juros (SELIC) ou inflação (IPCA)

Quais são as taxas para investir no Tesouro Direto?

taxas tesouro direto.fw

Bem, são basicamente 3 as taxas que serão cobradas para que você, de fato, invista no Tesouro Direto. E são elas:

  1. Taxa de administração
  2. Taxa padrão da BM&FBOVESPA
  3. Imposto de Renda

Vamos ver detalhes sobre cada uma e porque elas são cobradas.

1. Taxa de administração

Essa é a taxa pela custódia da sua aplicação e ela e cobrada pelo seu agente de custódia, no caso, a sua corretora.

Essa taxa vai depender da corretora que você escolher, pois nem sempre se deve escolher a corretora que tem a menor taxa ou taxa nula. Falarei sobre como escolher uma corretora mais abaixo.

Geralmente essa taxa varia de 0% à 0,5% ao ano. Você pode conferir o ranking das taxas dos agentes de custódia aqui.

2. Taxa padrão da BM&FBOVESPA

Essa  é a taxa padronizada pela BM&FBOVESPA, que regula os investimentos na bolsa de valores. Essa taxa é de 0,3% a.a. e é cobrada apenas uma vez por ano.

3. Imposto de Renda

A terceira taxa é variável e só é cobrada quando em cima dos rendimentos do seu investimento. A porcentagem do Imposto de Renda é regressivo. Ou seja, por quanto mais tempo você deixar seu dinheiro investido, menos você paga de imposto.

Veja as taxas em relação ao tempo de investimento dos títulos abaixo:

  • Até 180 dias – 22,5%
  • De 181 até 360 dias – 20,0%
  • De 361 até 720 dias – 17,5%
  • Acima de 720 dias – 15,0%

Quais os riscos de investir no Tesouro Direto?

riscos tesouro direto

Embora o investimento no Tesouro Direto seja muito seguro, ainda existem alguns casos em que podem haver perda de dinheiro, mesmo baixos, os riscos existem.

Porém, isso só vai acontecer em situações que, embora reais, são improváveis ou que representam falta de planejamento ou instrução por parte do investidor. São elas:

  • Inadimplência do governo federal
  • Variação dos indicadores de inflação (IPCA e IGP-M) – Se for o caso – IPCA nunca é negativo, o impacto será sofrido na parte do rendimento que é fixado no início do contrato.
  • Se você vender os títulos antes do vencimento, dependendo do título e do valor de mercado no momento da venda, poderá perder parte da rentabilidade ou da parte do seu capital principal.

Esses riscos existem, o primeiro é praticamente impossível de acontecer, mas existe a chance. O segundo pode ser gerenciado pela estratégia de investimento e o terceiro só decorre de falta de planejamento.

Nesse caso, os riscos só existem se você não conhecer o investimento o suficiente. Ainda bem que você está lendo esse artigo, ufa!

5 simples passos para investir no Tesouro Direto de uma vez por todas

passos para investir tesouro direto

Agora vou te mostrar o simples passo a passo para começar a fazer os seus investimentos no Tesouro Direto seguindo as diretrizes dos seus objetivos financeiros. Desde a escolha do título certo até o momento do investimento em si.

Passo #1 – Definir um objetivo para seus investimentos

aposentadoria tesouro direto

Antes de fazer qualquer investimento, você tem que saber exatamente qual o seu objetivo com esse investimento para depois não se frustrar ou para atingi-lo mais rapidamente.

Existem títulos no Tesouro Direto para todos os tipos de objetivos de curto, médio e longo prazo, tanto para aqueles que querem garantir uma boa aposentadoria quanto para quem apenas quer uma alternativa à velha poupança.

Dê um nome para o seu investimento: “meu apartamento”, “meu carro novo”, “a viagem que sempre planejei”, “minha aposentadoria”, “os estudos do meu filho”.

Você escolhe. Mas é preciso saber por que você está se esforçando. É preciso ter um objetivo para alcançá-lo.

Lembrando também que você pode investir no Tesouro Direto com mais de um objetivo e escolhendo tanto títulos diferentes como os mesmos, mas cada um com seu objetivo.

Passo #2 – Escolha o título certo para seu objetivo

tesouro direto objetivos financeiros

Como eu já mostrei, existem diversas opções de títulos públicos disponíveis no Tesouro Direto, agora você só precisa saber qual deles vai se encaixar no seu objetivo.

Basicamente, você precisa saber se tem que investir à curto, médio ou longo prazo, se vai ficar ou não com o título até seu vencimento, se quer saber qual a rentabilidade antes ou depois de investir e se quer receber o montante ao final do vencimento ou juros semestralmente.

Essa é a tabela dos títulos disponíveis novamente:

tabela tesouro direto titulo ideal

Assim, você escolhe o título que mais condiz com seu objetivo.

Caso queira, o próprio Tesouro Direto possui um Orientador Financeiro que vai te ajudar a identificar o melhor título para seu objetivo financeiro. Confira aqui.

Passo #3 – Escolher a corretora ou agente de custódia

escolher a corretora tesouro direto.fw

Você pode investir tanto pelo próprio site do Tesouro Direto quanto por sua instituição financeira, mas geralmente eu recomendo que invista por uma corretora integrada ao Tesouro Direto porque as corretoras tem um software de aplicação muito mais amigável e simples do que o site do Tesouro Direto (embora o site tenha melhorado bastante ultimamente).

Sendo assim, vejamos os fatores que você deve levar em conta para escolher a corretora que mais se adequa ao seu perfil.

De uma forma bem resumida, existem três coisas que você deve analisar ao escolher sua corretora:

  1. Taxa de administração
  2. Funcionalidades oferecidas
  3. Porte da corretora
1. Taxa de administração

Essa é a taxa pela custódia da sua aplicação e ela e cobrada pelo seu agente de custódia, no caso, a sua corretora.

Essa taxa vai depender da corretora que você escolher e quanto mais baixa essa taxa melhor para você. Algumas tem essa taxa de 0% a.a.

Dependendo dos outros fatores que vou apresentar, nem sempre se deve escolher a corretora que tem a menor taxa ou taxa ZERO.

Geralmente essa taxa varia de 0% à 0,5% ao ano. Você pode conferir o ranking das taxas dos agentes de custódia aqui.

Acesse aqui o Ranking de Corretoras do Tesouro Direto

2. Funcionalidades oferecidas

É importante que você NÃO escolha a corretora apenas por ter uma taxa de administração de 0% ao ano. Isso porque a corretora pode não conter funcionalidades importantes para ser um bom investidor.

Então esteja atento se a sua corretora oferece as seguintes vantagens:

  • Ser agente integrado ao Tesouro Direto;
  • Permitir aplicações programadas;
  • Período de repasse dos recursos no mesmo  dia
3. Porte de corretora

Outro fator de grande peso para avaliar é o porte da corretora. Quanto mais bem preparada for a corretora, menor a possibilidade de um investimento tão simples pode virar uma dor de cabeça.

Se preferir, faça o seguinte:

  • Entre em contato com uma corretora ou agente;
  • Pergunte quais são os serviços oferecidos – relatórios, vídeos, cursos e outras facilidades são alguns exemplos;
  • Entre em contato com outras corretoras e agentes. Pesquise e compare taxas, serviços e benefícios.

Investir um pouco de tempo nessa atividade o ajudará a encontrar a corretora ou o agente ideal para você.

E se a Corretora/Agente de Custódia quebrar?

Se você não sabe, o Agente de Custódia é a instituição responsável por fazer a corretagem dos títulos por você. Ele é mais conhecido pelo nome de Corretora.

Se a corretora que você usa para investir no Tesouro Direto quebrar, os seus títulos permanecem em seu nome, nada muda. Você poderá procurar outro agente e continuar com seu dinheiro investido normalmente, sem perdas.

Passo #4 – Fazer o cadastro na corretora

cadastro na corretora tesouro direto

Depois de escolher a corretora ideal para você, vai precisar apenas fazer um rápido e simples cadastro. O processo é semelhante à abertura de uma conta em um banco, basta apresentar alguns documentos:

  • Cópia do CPF, RG e comprovante de residência
  • Preencher a ficha cadastral
  • Assinar o termo de adesão e contrato de intermediação (Alguma vezes só é preciso assinar digitalmente e em outras enviar o documento digitalizado com a sua assinatura)

Todas as corretoras listadas no site da Bolsa são autorizadas pelo Banco Central do Brasil e pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM), além de amplamente monitoradas pela BM&FBOVESPA Supervisão de Mercado (BSM). Tudo isso garante a tranquilidade dos investidores e faz com que o mercado brasileiro seja um dos mais sólidos e bem regulamentados do mundo.

Caso queira, pode recorrer a esse infográfico criado pelo Rafael Seabra que elegeu as melhores corretoras para investir.

Passo #5 – Investir nos títulos escolhidos

investir no tesouro direto.fw

Depois de cadastrado na corretora ou diretamente no Tesouro Direto você pode acessar o seu Home Broker ou o site do Tesouro Direto para fazer a compra dos seus títulos.

O processo é muito simples, basta escolher quantidade de títulos que vai realizar a compra ou a venda ou simplesmente digitar o valor em dinheiro que quer resgatar ou investir.

Simples assim. As operações de compra, venda e reinvestimento podem ser feitas todos os dias da semana a qualquer horário e todas essas operações podem ser também agendadas.

Veja as regras de compra e venda de títulos: tesouro direto compra venda regrasPronto, a partir daqui é só fazer as manutenções e novas compras e vendas dos seus títulos públicos no Tesouro Direto.

Caso queira, você ainda pode assistir essa ótima entrevista do Rafael Seabra (do blog Quero Ficar Rico e do curso A Tríade do Dinheiro)  feita pelo Seiiti Arata (do curso A Classe Alta), são 2 dos caras que eu mais admiro sobre esse assunto:

Você ainda tem dúvidas sobre como investir no Tesouro Direto?

Bem, se você, assim como eu, também acredita que o investimento nas aplicações financeiras corretas e com a estratégia adequada pode mudar significativamente sua vida financeira, então eu tenho uma novidade para você.

Fiquei sabendo que um treinamento completo que eu sou aluno vai abrir novas vagas. Quando eu entrei para essa turma, poucas vagas foram disponibilizadas.

O treinamento se chama Tesouro Direto Descomplicado e foi criado por um dos maiores educadores financeiros do Brasil, e um dos  caras que eu mais acompanho e dessa vez serão pouquíssimas vagas novamente.

Eu tenho acesso aos links e às datas de inscrições, assim como todas as informações do treinamento Tesouro Direto Descomplicado, afinal, eu sou um fiel aluno.

Se você pretende aprender a investir no Tesouro Direto de uma forma mais descomplicada e na prática, recomendo que faça esse curso completo.

Entre para a lista de espera do Treinamento de Tesouro Direto!

Entre para a lista prioritária que irá receber informações sobre o treinamento. As vagas serão limitadas e só os mais rápidos conseguirão uma vaga. Entre na frente da fila aqui:>

Espero que tenha gostado do artigo!

 

  • Raphael de Mello Veloso

    Parabéns pelo artigo Kellvyn!! Sou professor de Engenharia Econômica e observo enorme surpresa quando falo sobre o Tesouro Direto em sala. O único risco implícito do mesmo se dá caso a dívida pública chegue a 100% do PIB (falência nacional, rsrs). Quanto a Prefixado x Pós Fixado, em cenários de juros acima da inflação, como é o caso atual de 14,25%a.a., é interessante que optemos pelos títulos Pós, em outro cenário que não estamos acostumados, que é o de baixa de juros, recomendamos os títulos Pré, pois é uma forma de congelar seus rendimentos ao longo do tempo de capitalização. Alguns bancos já disponibilizam aplicativos que dão acesso à corretora onde podemos comprar do celular esse tipo de títulos, além de ações, etc.

    Forte abraço!!

  • Walace santos walker

    Kellvyn, ótimo artigo como sempre, estou pensando em abrir a minha conta na XP Investimentos, o que acha? já teve algum feedback negativo deles? Não estou preocupado com a taxa e sim com o prazo de repasse num caso de resgate.
    Abs

  • Anderson Henrique Chaves

    Acho importante também citar que os titulos devem ser conferidos no CETIP certifica.
    Para saber se os titulos estão no seu nome e no seu CPF

    também é interessante saber que há risco de perda de dinheiro se deixar dinheiro parado na conta virtual da corretora e a mesma quebrar.

    abç!

    • Verdade Anderson!

      Obrigado por complementar. 😀

  • Paulo

    bom Artigo. vlw. Se não enrolasse tanto no começo e não oferece o curso no final eu até compartilharia.

    • O que para você é “enrolação”, para outras pessoas é uma “introdução”. E oferecer um curso no final não é um problema, é uma solução. Muitas pessoas querem aprender de forma organizada ao invés de ficar “catando” informações na Internet. Tempo não é dinheiro, tempo é vida. Abraço!

  • Anderson Henrique Chaves

    Fala Kellvyn
    Novamente parabens pelo blog
    A galera lá do grupo do tesouro direto precisa dar uma conferida no conteúdo.
    Atualmente eu uso a Easynvest pro TD e ainda nao tive problemas hehe
    0% de t adm e estou bem contente com o resultado e o serviço prestados por eles!

    O design tá impecável! parabens!

    • Opa Anderson, show de bola!
      A Easy é show também, valeu a dica e o feedback positivo.

      Abraço!

  • kmilabk

    Eu tenho conta na Rico.com, eles tem taxa de 0,1% ao ano, um home broker bem legal (atualizaram essa semana e ficou bem mais facil) e disponibilizam cursos e palestras sempre (umas gratuitas e outras não).
    Eu recomendo 🙂

    • Oi Kmila, a Rico é mesmo excelente.
      A taxa é bem baixa e ele tem grande atenção com os clientes.

      Obrigado pelo comentário!

      • Janete Barbosa

        Eu também tenho conta na Rico.com, gosto muito do atendimento deles, e dos cursos disponibilizados…

  • Janete Barbosa

    Ótimo artigo! Linguagem simples e esclarecendo temas complexos… Obrigada!